Passatempo Galp RFM FIAT Ecoville Eco:Drive

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Passatempo Galp RFM FIAT Ecoville Eco:Drive

Mensagem  Pedrocas em Sab Fev 20, 2010 11:38 pm

http://www.rfm.pt/p_doc_details.aspx?fid=179

http://www.ecodrivefiatrfm.com/



Inscrevi-me a semana passada neste passatempo, que consiste em conduzir um FIAT Punto Evo 1.3 Diesel 95cv de 5 portas durante 5 dias, no qual se encontra instalado um dispositivo que calcula as médias de consumo. O condutor mais económico ganha um fim de semana em Turim com visita ao Centro Stile Fiat.

Este passatempo vai ser realizado em várias cidades de Portugal, sendo que hoje passou por Setúbal. Telefonaram-me de manhã a informar que fui um dos seleccionados para testar o Punto Evo durante 5 dias, pelo que lá fui levantar o carro. Explicadas as condições do concurso (tenho que andar com o dispositivo - que, na verdade, é um GPS com software especifico - sempre que circular com o carro, praticar uma condução económica, etc...) lá voltei para casa ao volante do Punto Evo.

Primeiras impressões:

A nivel de equipamento, parece-me tratar-se de uma versão intermédia. Tem Cruise Control, mas não tem AC. Tem rádio CD com leitor de MP3 e tomada USB, mas não tem vidros eléctricos atrás. Os espelhos são apenas eléctricos, mas não rebatem automáticamente. Tem computador de bordo, mas o GPS é um TomTom, ou seja, não vem encastrado no tablier, embora possua um local próprio para encaixar no topo do mesmo.

Os materiais de construção do interior variam do bom ao razoável, passando mesmo pelo péssimo. A parte horizontal mais a meio do tablier é composta por um material esponjoso, que se prolonga para as portas a meio das mesmas. No topo do tablier e em baixo é plástico duro, assim como no topo das portas. O volante é regulável em altura e profundidade, mas o revestimento da zona entre o tablier e o volante propriamente dito é feito em tecido. Parece o fole da caixa de velocidades. Se puxar o volante todo para mim, o revestimento fica também esticado, se empurrar o volante para dentro, o revestimento fica enrugado, o que não é lá muito agradável de se ver, principalmente porque fica mesmo à vista do condutor e do passageiro. O painel de instrumentos é completo e bastante legivel, iluminado a laranja. Não é das minhas cores preferidas para a iluminação interior, prefiro vermelho ou verde.

Os bancos são desportivos, outra incongruência neste Punto, têm um bom apoio lateral, mas são rijos demais e desconfortáveis a longo prazo. O espaço à frente é bom, muito melhor do que no SEAT Ibiza, sendo que não bato com a cabeça no tejadilho. :-D

O espaço atrás também é bom e o banco senta com facilidade duas pessoas. O passageiro do lugar central sofre um pouco com a falta de espaço, mas nada de grave.

A mala é uma desilusão, num carro que passa os 4 metros, é pequena em comprimento e demasiado funda. Não há pneu sobresselente, apenas um kit anti-furos. As jantes parecem-me ser de 17 polegadas, mas não tenho a certeza.

Não tem alarme, mas tem fecho centralizado com comando à distância. A mala abre apenas num botão no tablier ou com o comando da chave. Não tem pega exterior, pelo que em dias de chuva, se abrir a mala, sujo a mão.

As portas têm um bater sólido, mas a do condutor só fecha à bruta, assim como o portão da mala. :-D

Por fora, tem faróis de nevoeiro à frente e luzes normais, nada de xénon nem coisas semelhantes. Apercebi-me de que, mesmo com as luzes apagadas, o carro circula sempre com o que me pareceu serem os minimos ligados. Ainda andei a mexer em tudo o que era botão e manipulo, mas não consegui desligar as luzes. Penso que sejam as DRL.

Passando ao motor:

É silêncioso e tem sistema start-stop, pelo que nos semáforos, quando em ponto morto, desliga-se sozinho, voltando a ligar-se assim que piso a embraiagem. Os travões têm sistema hill-holder, ou seja, em subidas, o carro faz ponto de embraiagem sozinho. ABS, direcção mais do que assistida, mesmo com o sistema City desligado, amortecimento firme, sente-se tudo o que é buraco na estrada e os bancos duros não ajudam à festa.

A visibilidade para a frente é boa, mas tem os seus defeitos. Como em todos os carros mais recentes, o condutor não consegue ver onde acaba o capot. No entanto, depressa tomei conta das dimensões do carro, sendo que não achei dificil estacioná-lo em fila. Não há sensores de estacionamento nem mesmo de chuva ou luzes.

A visibilidade para trás é péssima. O óculo traseiro é minusculo, a visão a 3/4 para trás é nula devido aos pilares C gigantescos. Ou seja, esqueçam o retrovisor interior. Os exteriores são grandes e ajudam neste aspecto.

A condução:

O motor é o mais que conhecido 1.3 diesel com 95 cavalos... ou devo chamá-los póneis? Isto porque, comparativamente com o meu ZX 1.4 a gasolina com 75 cavalos, o Punto parece submotorizado, sendo que fiquei mesmo embaraçado quando, na volta para casa, ao subir a Avenida Antero de Quental, o carro parecia custar a desenvolver. Normalmente, com o ZX, meto uma 4ª, piso a fundo e o carro dispara como um foguete. O Punto nem com uma 3ª lá foi... Remeti-me à minha vergonha, encostei-me à direita e segui caminho devagarinho enquanto era ultrapassado por tudo e por todos. :-D

Parece que tem menos cavalos do que os declarados... Tudo bem que o carro tem apenas 2170 km, pelo que o motor deve estar preso ainda, mas isso não é desculpa para um diesel com mais 20 cavalos que o meu velhinho ZX. :-D

A caixa é agradável de se utilizar, tem as relações certas, mas apenas 5. A marcha-atrás saltou-me quando estacionava o carro de traseira. :-D

Os travões são poderosos, um toquezinho basta para o carro imobilizar-se por completo e o condutor bater com a cabeça no vidro, como tive a oportunidade de testar à primeira vez que precisei de travar. :-D

Conclusão:

Tenho o carro para testar e desfrutar até quarta-feira. Amanhã, se não chover muito, vou a Lisboa. Tentarei praticar uma condução económica, mas não farei muito esforço nesse sentido, até porque não tenho esperanças de ganhar a viagem a Itália. :-D

Quando liguei o carro pela primeira vez, o computador de bordo informou-me que, com meio depósito, tinha uma autonomia de 140km. Quando cheguei a casa, com o mesmo depósito, a autonomia subiu para 240km. Wink

Irei tirar algumas fotos em breve, que hoje não tive oportunidade para tal. Ficam aqui só estas do interior:





Não percam os próximos capitulos. Wink
avatar
Pedrocas

Número de Mensagens : 4
Idade : 38
Localização : Setubal, Portugal
Data de inscrição : 03/02/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum